julho

Cinema na Uesb exibe “Violeta foi para o céu”

O Cinema na Uesb de terça-feira, dia 6, apresenta o filme “Violeta foi para o céu” (2012), de Andrés Wood. A exibição começa às 19h30, no Teatro Glauber Rocha, e tem entrada franca. Em seguida, o professor José Rubens Mascarenhas (DH/Uesb) comenta o filme.

Sobre o filme

O filme conta a trajetória da compositora, artista e cantora chilena, Violeta Parra. Esta biografia não segue uma linha cronológica, focando-se em diversos momentos da vida de Violeta, como sua infância na província de Ñuble, sua viagem pelo interior do Chile, as visitas à França e à Polônia, além do romance que ela teve com o suíço Gilbert Favre. O filme é inteiramente intercalado com trechos de uma entrevista que Violeta Parra deu à televisão em 1962.

Sessão especial com filme “Amor”

Na sexta-feira, dia 2 de agosto, o Cinema na Uesb realiza uma sessão especial com o filme “Amor” (2013), de Michael Haneke, às 17 horas, na Sala de Projeção Jorge Melquisedeque (módulo da TV Uesb). A classificação indicativa é de 14 anos. O longa será comentado pelos professores Edson Farias (UnB) e Paulo Henrique Alcântara (Uesb). A sessão encerra a programação do XVII Seminário do Grupo de Pesquisa Cultura, Memória e Desenvolvimento (CMD).

Sobre o filme

Georges (Jean-Louis Trintignant) e Anne (Emmanuelle Riva) são um casal de aposentados, que costumava dar aulas de música. Eles têm uma filha musicista que vive com a família em um país estrangeiro. Certo dia, Anne sofre um derrame e fica com um lado do corpo paralisado. O casal de idosos passa por graves obstáculos, que colocarão o seu amor em teste.

Grupo Cultura, Memória e Desenvolvimento realiza seminário

De 31 de julho a 2 de agosto, será realizado, no campus da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), em Vitória da Conquista, o XVII Seminário Interno do Grupo de Pesquisa Cultura, Memória e Desenvolvimento (CMD). O grupo surgiu em 2002 e reúne pesquisadores e estudantes de várias universidades brasileiras, que se encontram nos seminários realizados anualmente. Nos últimos anos, os encontros têm acontecido em Brasília ou em Vitória da Conquista, já tendo ocorrido também em Salvador.

São centrais aos interesses do grupo duas linhas de pesquisa: Formas de Vida, Formas de Conhecimento e Processos de Mudança Sociocultural e Fronteiras, Sensibilidade e Entrecruzamentos Culturais nas Experiências Contemporâneas. Em torno desses dois eixos, serão realizadas as seguintes mesas temáticas: “A construção do valor: economia criativa e capitalismo cultural contemporâneo”; “Políticas culturais: reflexões, atores e práticas”; “Poética, memória e processos criativos artísticos”; “O Simbólico no Desenvolvimento Humano”; e “Acentos sobre o estilo e a ocasião: investigações no âmbito da teoria das práticas”. As mesas serão coordenadas por integrantes do grupo e contemplarão trabalhos de pesquisa inscritos para o seminário.

A programação conta ainda com a palestra “A viva presença da biografia”, a ser ministrada pela pesquisadora Mariza Guerra, e com o lançamento dos livros “Anel encarnado, biografia e história em Raimundo Magalhães Júnior”, da mesma autora; “A sociologia de um gênero: o baião” e “Dossiê Cultura e Desenvolvimento: o advento da economia criativa”, de Elder Maia. Será lançado também o primeiro número da revista eletrônica do grupo de pesquisa, intitulada “Arquivos CMD”.

Haverá ainda a exibição do filme “Amor” (Michael Haneke, França, 2012), numa sessão especial do Programa Janela Indiscreta. Todas as atividades serão realizadas na Sala de Exibição do Módulo de Comunicação Professor Gileno Paiva (prédio da TV Uesb). A realização é do Grupo de Pesquisa Cultura, Memória e Desenvolvimento, vinculado à Universidade de Brasília (UnB), do Programa de Pós-Graduação em Memória: Linguagem e Sociedade e do Programa Janela Indiscreta, ambos das Uesb.

Folder do Seminário CMD

Mais informações sobre o grupo, no site culturaememoria.com.br, e sobre o seminário, pelo telefone (77) 3425-9330.

Seminário Cinema, Biografia e Memória

O Programa de Cinema e Audiovisual da Uesb (ProCine), aprovado pelo edital Proext 2011, realiza, de 29 a 31 de julho, no campus da Uesb em Vitória da Conquista, o Seminário Cinema, Biografia e Memória, que traz como ministrante a historiadora e professora mineira, Mariza Guerra de Andrade. A atividade faz parte dos seminários interdisciplinares promovidos pelo ProCine, que relacionam cinema e outras temáticas das artes e das ciências.

O seminário abordará temas como: Exploração do “problema biográfico”; Quadro geral da biografia no Brasil; A produção de fontes para a biografia; e Os alvos (possíveis) do biógrafo. Também haverá a exibição do documentário brasileiro “Diário de uma busca” (Flávia Castro, 2011), com comentário da professora Mariza Guerra, que ainda ministrará a palestra “A viva presença da biografia” e lançará o seu livro “Anel encarnado: biografia & história em Raimundo Magalhães Júnior” (Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2013).

A programação está aberta à participação de discentes e docentes dos cursos de graduação e pós-graduação da Uesb e interessados em geral. As inscrições estão abertas até o dia 25 de julho, na sala do Janela Indiscreta (prédio da TV Uesb), nos turnos matutino e vespertino. A realização é do ProCine, em parceria com o Curso de Cinema e Audiovisual, o Programa de Pós-Graduação em Memória: Linguagem e Sociedade, os grupos de pesquisa Cinema e Audiovisual: memória e processos de formação cultural e Cultura, Memória e Desenvolvimento, o Projeto de Extensão Telas e Textos e o Programa Janela Indiscreta. Mais informações, telefone (77) 3425-9330.

Programação

Local de realização: Núcleo Audiovisual do Janela Indiscreta ( Módulo da TV Uesb)

* Sessão 1 (manhã) – 29/07/2013, 2ª. feira

- Exploração do “problema biográfico”: aspectos constitutivos do gênero (fronteiriço), parceiros envolvidos e recepção, fontes, questões de método e abordagens, vínculos com a Historiografia e a Memória.

- Atividade: discussão sobre alguns pressupostos referidos e sugestão de temas ao grupo para debate.

* Sessão 2 (tarde) – 29/07/2013, 2ª. feira

- Quadro geral da biografia no Brasil: destaque para as décadas de 1930 a 1960 – destaque: o debate entre a biografia romanceada ou “moderna” e a biografia “documentarista” ou histórica.

- Referências para discussão – as biografias de Raimundo Magalhães Junior: a peça teatral, Carlota Joaquina, de 1939; os livros Arthur Azevedo e sua época, de 1953, e Machado de Assis desconhecido, de 1955.

* Sessão 3 (tarde) – 30/07/2013, 3ª. feira

- A produção de fontes para a biografia.

Análise das ‘Indicações bibliográficas’. In: CARVALHO, José Murilo. D. Pedro II – Ser ou não ser. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

- Os alvos (possíveis) do biógrafo.

Análise da ‘Nota do autor’. In: CANÇADO, José Maria. Os sapatos de Orfeu – biografia de Carlos Drummond de Andrade. São Paulo: Editora Globo, 2006.

* Sessão 4 (noite) – 30/07/2013, 3ª. feira

- Exibição do documentário Diário de uma busca, dir. Flávia Castro, 2011.

Discussão sobre as relações da narrativa fílmica com os temas da Biografia, História e Memória.

Sobre o filme

O jornalista Celso Afonso Gay de Castro morreu aos 41 anos, na cidade de Porto Alegre, em circunstâncias suspeitas. O militante político de esquerda foi exilado durante a ditadura militar brasileira. Durante esse período, ele percorreu diversos países, como Argentina, Venezuela, Chile e França, sempre carregando consigo sua família. Uma vida marcada pela história da luta armada, exílio e ausência. Sua repentina morte deixou seus familiares com um vazio e um mistério, que a filha Flavia tenta desvendar.

* 31/07/2013, 4ª. feira

Palestra de Mariza Guerra de Andrade e lançamento do seu livro Anel encarnado: biografia & história em Raimundo Magalhães Junior, Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2013.

“Um Passaporte Húngaro” no Cinema na Uesb

O Cinema na Uesb exibe nesta terça-feira, 23, “Um Passaporte Húgaro”, filme dirigido por Sandra Kogut (2003) e co-produzido por Brasil e França. A sessão começa às 19h30, no Teatro Glauber Rocha, e tem entrada franca. O professor do curso de Cinema e Audiovisual, Rogério Luiz Oliveira, comenta a sessão.

Sobre o filme

Busca descobrir de que é feita a construção de uma identidade: os documentos, a memória, a família, um sobrenome, uma história, uma herança. O que é que significa hoje ser húngaro? E brasileiro? O que é uma nacionalidade? Ao contrário do que se pode imaginar, o resultado da procura da diretora torna-se secundário diante da riqueza do caminho percorrido por ela. Através do pedido de um passaporte, o documentário narra a história de uma família, conduzida pela relação entre a diretora e sua avó materna, Mathilde Lajta, guiando o espectador em uma viagem de retorno às origens húngaras.

Mais informações, no Janela Indiscreta, telefone (77) 3425-9330.

Cinema na Uesb: curtas de futebol

O Cinema na Uesb encerra a mostra temática “O Cinema Pisou na Bola: Poder e Paixão” nesta terça-feira, 16, exibindo uma seleção de quatro curtas metragens: “Campo da Ster”, “Rádio Gogó”, “Comprometendo a atuação” e “Loucos de futebol”. A sessão começa às 19h30, no Teatro Glauber Rocha, e tem entrada franca. Após a sessão, contamos com o comentário do professor Renato Figueiredo (DCN/Uesb).


Sobre os curtas


Campo da Ster, de Murilo Guimarães – Bahia (2011)

Duração: 52 min.

Em Vitória da Conquista – BA, um campo de futebol testemunha o crescimento da cidade, participa de seus conflitos e ajuda a formar um bairro inteiro em torno da paixão por um esporte encravado na alma do povo brasileiro.


Rádio Gogó, de José Araripe Jr. – Bahia (1999)

Duração: 20 min.

O carioca Gogó é um apaixonado por futebol. Ele resolve montar uma rádio em sua velha kombi para transmitir as partidas de futebol.


Comprometendo a atuação, de Bruno Bini – Mato Grosso (2005)

Duração: 17 min.

Wallace é um jogador de futebol com um dilema. Aos dezoito anos, tem a chance de ser convocado para um time de primeira divisão. Mas isso vai depender de muito preparo, muita concentração e nada de sexo antes do jogo.


Loucos de futebol, de Halder Gomes – Ceará (2007)

Duração: 22 min e 30 seg.

Um documentário que prova por a+b que futebol é muito mais do que 22 machos correndo atrás de uma bola.

Mais informações, pelo telefone (77) 3425-9330.

Curta Rádio Gogó – José Araripe Jr.

Nesta terça: a paixão pelo futebol em “O Corintiano”

A Mostra Temática “O Cinema Pisou na Bola: Poder e Paixão”,  atividade do Cinema na Uesb, exibe nesta terça-feira, 9 de julho, o filme “O Corintiano”, dirigido por Milton Amaral (1966). A sessão começa às 19h30, no Teatro Glauber Rocha, e tem entrada franca. O professor do curso de Cinema e Audiovisual, Glauber Lacerda, é quem comenta a sessão.

Sobre o filme

“O Corintiano” é o 19º filme com Mazzaropi, que vive Seu Manuel, um barbeiro fanático pelo Corinthians que faz de tudo para torcer pelo seu time de coração: entrar em conflitos com seus vizinhos palmeirenses, fazer promessas malucas, orações, sofrimentos e xingamentos na arquibancada. Insistia para que seu filho jogasse futebol no Corinthians e abandonasse o curso de medicina. Produzido em 1966, foi sucesso de bilheteria. Contém cenas de jogos reais do Corinthians, nas quais aparecessem os jogadores Rivellino e Dino Sani.

Mais informações, no Janela Indiscreta, telefone (77) 3425-9330.

Convite – Encontro com o Secretário

O secretário de Cultura do Estado da Bahia, Albino Rubim, estará reunido com a comunidade cultural do município de Vitória da Conquista, no Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima na próxima quarta-feira, 3 de julho, a partir das 20h.

O objetivo deste encontro é promover um espaço de diálogo, articulação e informação sobre a política pública de cultura desenvolvida pela Secretaria para o território de Vitória da Conquista, além de discutir a gestão participativa dos espaços culturais da SecultBA.

O Corintiano – Milton Amaral

Bahêa Minha Vida – Márcio Cavalcante

“Bahêa Minha Vida” no Cinema na Uesb

Nesta terça-feira, 18, o Cinema na Uesb apresenta, na mostra temática “O Cinema Pisou na Bola: Poder e Paixão”, o filme Bahêa Minha Vida (2011), de Marcio Cavalcanti. A sessão contará com o comentário da professora Adriana Amorim (DCHL). A exibição começa às 19h30, no Teatro Glauber Rocha, e tem entrada franca.

Sobre o filme

Bahêa Minha Vida é um filme, longa metragem, sobre a paixão da torcida do Esporte Clube Bahia, sobre sonhos e vida, muita vida, expressa em alegrias e lágrimas, em gritos e silêncios, em desencantos e euforias. Uma verdadeira homenagem à nação tricolor. A grande questão é o porquê de tanto amor. Existe explicação?

Confira a programação completa da mostra: http://www.janelaindiscretauesb.com.br/destaques/mostra-%E2%80%9Co-cinema-pisou-na-bola-poder-e-paixao%E2%80%9D

Heleno – José Henrique Fonseca